Rede Wi-Fi segura, com gerenciamento na nuvem, é a aposta da Klint

Da Redação – 22.05.2017 –

Empresa brasileira oficializa parceria com norte-americana Mojo, e amplia aplicações em infraestrutura de telecomunicações

Imagine uma universidade ou um empreendimento industrial com vários prédios e milhares de pessoas querendo acessar a internet. A infraestrutura de rede sem fio, no modelo Wi-Fi, seria uma opção, correto? Sim, mas com restrições, a começar pela segurança. O administrador de redes precisaria criar subredes, evitando que o acesso prioritário dos funcionários, fosse prejudicado pelo acesso de visitantes, entre outras ações. E como gerenciar várias subredes em dezenas de prédios, criando uma política de gestão única? A nuvem seria uma resposta. Bom, resumidamente essa é a solução que a Klint está apresentando, com a recente parceria com a norte-americana Mojo.

Por trás do nome pop, a Mojo tem o DNA da AirTight, empresa que primeiro desenvolveu sistemas de segurança e depois avançou para o mercado de Wi-Fi. Com isso, a tecnologia envolve a oferta de criação de uma infraestrutura de telecomunicações e transmissão de dados de redes locais, mas com gerenciamento integrado. Essa experiência já é realidade em locais como a Universidade Alfonso X El Sabio, onde 10 mil alunos e 2 mil colaboradores fazem uso da rede. A tecnologia também vem com a chancela de instituições como a Casa Branca norte-americana e a Nasa.

Segundo Flávio Tomsic, diretor Comercial da Klint, a meta da empresa é capacitar cerca de 60 canais no Brasil e avançar em quatro segmentos principais, inclusive o de logística, com duas plataformas principais – a  C130, direcionado para grandes corporações, e o C75, para mercados de menor porte. Mais complexo, o C130 pode operar em ambientes como os centros de distribuição (CD), onde existe a necessidade de interligação segura e bem gerenciada de vários dispositivos móveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *