Solução de telecom aumenta produtividade de mina da CMOC em 14%

Da Redação – 30.05.2018 –

Mineradora instala tablets nos equipamentos e cria rede local via Wi-Fi para otimizar produção de nióbio em Goiás

A CMOC Brasil ampliou sua produção em 14% usando os recursos de uma rede local do tipo Wi-Fi como canal de transmissão dos dados gerados nos equipamentos de produção de sua mina de nióbio na cidade de Catalão (GO). Segundo a companhia, o chamado Sistema de Despacho Eletrônico (SDE) “melhora a gestão de ativos e identifica eventuais perdas no processo produtivo”.

O SDE foi implantado na Mina Boa Vista em 2017 e agora a companhia fez um balanço dos resultados. Além do aumento da capacidade produtiva, o sistema melhorou em 23% a eficiência dos equipamentos e gerou uma economia de aproximadamente R$ 1,2 milhão em um ano.

Basicamente, o SDE permite o gerenciamento dos serviços de carga e transporte por meio de um tablet instalado em cada equipamento. As informações são enviadas para a sala de controle via Wi-Fi e incluem dados como localização, pontos de carga e descarga, velocidade, estado, massa transportada, operador, dentre outras.

Gargalos são identificados em tempo real 

O técnico responsável pela sala de controle acompanha as informações, identifica os gargalos e repassa aos supervisores para juntos realizarem as ações necessárias para garantir a segurança da equipe e o cumprimento da produção nos turnos contínuos ao longo da semana.

“Os resultados positivos gerados com a implantação do SDE já são perceptíveis. Há ganhos financeiros e conquistas intangíveis para a empresa, que agora conta com uma ferramenta que permite melhorar a gestão de pessoas, rastreabilidade de informações e identificação, de maneira eficiente, de perdas no processo produtivo”, explica a engenheira Fernanda Pinto, da área de Planejamento de Mina da CMOC Brasil.

A mudança também trouxe ganhos operacionais. Com o SDE a empresa registrou 36 mil horas a menos de trabalho para o cumprimento da meta de produção, gerando economia de diesel e menor exposição dos funcionários a riscos de acidentes. “Ficamos muito satisfeitos com os resultados. Com o sucesso obtido na Niobras, já iniciamos a implantação do sistema na mina da Copebras, em Ouvidor (GO)”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *