ArcelorMittal vai usar água de reúso para fins industriais na fábrica em ES 

Redação – 02.09.2021 – Fabricante assina termo de compromisso com Cesan e será a primeira empresa capixaba a utilizar água de reúso de esgoto sanitário para fins industriais 

A ArcelorMittal Tubarão assinou um acordo com a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) para utilizar água de reúso para fins industriais. A produtora de aço, localizada em Serra (ES), pretende usar 540 m3/h durante 25 anos, podendo ser renovado. Com a iniciativa, a empresa vai economizar a demanda de sua usina por água potável o Rio Santa Maria da Vitória. 

A ação está integrada a um projeto lançado pelo governo do estado, o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), para tratamento de esgotos sanitários para fins de reúso industrial. O objetivo é firmar parceria com grandes empresas para contratação de um novo sistema de tratamento em substituição ao da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Camburi. 

O governo quer construir uma nova ETE sanitário, tecnologicamente mais moderna e eficiente, em área menor que a ocupada hoje no sítio aeroportuário, também com capacidade de fornecimento de água de reúso para fins industriais. A Cesan ainda precisa abrir uma licitação para contratar a empresa. 

Menos impacto ambiental e mais receita

Para a Cesan, a inovação visa fortalecer sua gestão sustentável, gerar receita, reduzir impactos e preservar a água. Já a ArcelorMittal Tubarão coloca sua fábrica em posição de vanguarda no Estado e entre as primeiras no país a implantar essa alternativa hídrica. 

Segundo ArcelorMittal Tubarão, a empresa já se destaca em gestão hídrica, com investimentos contínuos nessa área. Atualmente, 97,7% da água doce utilizada na usina são recirculadas ou reaproveitadas internamente. Além disso, dará início à operação, no mês que vem, a uma moderna, ampla e arrojada planta de dessalinização de água do mar, num projeto inédito no Brasil, que produzirá até 500 m³/h de água industrial para o seu sistema de água. 

O Termo de Compromisso prevê ainda a doação, pela ArcelorMittal Tubarão, de uma área de 11 mil metros quadrados em Serra, para a construção da nova ETE. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *