Gerdau mostra porque é a “rainha da sucata” de 2015

Da redação – 06.06.2016 – 

Empresa recicla cerca de 14 milhões de toneladas de sucata anualmente, ocupando o primeiro posto na América Latina. Hoje, o material reciclado é sua principal matéria-prima.

Multinacional brasileira com operações em vários locais do mundo, a Gerdau recicla uma média de 14 milhões de toneladas de sucata de ferro por ano, ou seja, 75% de sua produção vêm de metal secundário. Os números de reciclagem da empresa envolvem ainda investimentos anuais para manter essa infraestrutura, caso dos R$ 262 milhões aplicados em atualização tecnológica no ano passado. A companhia também é a maior recicladora da América Latina.

O ranking só é possível porque o aço pode ser reciclado infinitas vezes sem perder a qualidade, o que tornaria a Gerdau, segundo ela mesma, uma empresa recicladora por essência. Para manter o ciclo de reciclagem, ela adquire o material a partir  de cooperativas, de comércios de sucatas, de refugo industrial e, ainda, retirando veículos inutilizados dos pátios dos Detrans em diversos estados do País. Em 2015, por exemplo, a empresa teria reciclado mais de 15 mil toneladas de veículos no Brasil, Peru e Colômbia (em números são mais de 12,5 mil carros).

Nesse último caso, a empresa desenvolveu um processo onde busca os veículos nos pátios dos Detrans via leilão, incluindo não só automóveis, como ônibus e caminhões e ônibus que já estão fora de circulação. A reciclagem inclui ainda a descontaminação, destinação dos resíduos gerados, compactação e transporte desses veículos. Outra vertente de investimento é o uso de coprodutos de seus processos: 78% deles foi usado internamente ou por outros setores da economia, reforçando a reciclagem, de acordo com a companhia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *