Logística sustentável deve ampliar participação na mobilidade urbana

Redação – 18.10.2019 –

Pontos de retiradas de encomendas devem ser uma realidade na mobilidade urbana do futuro

A maior feira do setor de transporte, encerrada nessa semana em São Paulo, trouxe a discussão da logística sustentável nas cidades. Para o presidente da DHL Brasil, Maurício Barros, um dos especialistas no assunto, o avanço não se restringe ao uso de drones para entregas. Segundo ele, isso já é uma realidade. Ele lembra que a companhia avança para soluções complementares como o uso de bicicletas e veículos elétricos para entregas e o que ele chama de parcels stations ou pontos de retiradas de encomendas.

Os veículos com energia limpa podem, inclusive, resolver questões pontuais como a entrega no caso de greve de caminhoneiros ou de postos de gasolina, dois eventos recentes e bem lembrados no Brasil. Sem greve, os caminhoneiros devem ganhar espaço com o novo serviço do Uber, previsto para conectar os profissionais às empresas que precisam transportar seus bens de uma cidade para outra. “Nosso negócio está planejado para ir além do transporte de passageiros”, diz a gerente geral da Uber Brasil, Claudia Woods.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *