Titan reforça oferta de pneus para equipamentos de construção e mineração

Por Rodrigo Conceição Santos – 17.06.2015 –

Mais consolidada no setor agrícola, principalmente após a compra da fábrica brasileira da Goodyear, a empresa lança novos modelos de pneus OTR para ampliar participação em outros nichos da infraestrutura.

Emydio Gaio, responsável de desenvolvimento da marca Titan Pneus no Brasil

Emydio Gaio, responsável de desenvolvimento da marca Titan Pneus no Brasil

A exposição numa feira de negócios voltada à equipamentos de construção e mineração (M&T Expo, na semana passada) sinaliza que a Titan está atrás de mais negócios nesse mercado. A empresa já tem incursão no setor através da ITM Italtractor, voltada a materiais rodantes em equipamentos sobre esteiras, mas também cultiva avanço na área de pneus OTR (fora-de-estrada) ao ter modelos homologados pela Caterpillar, CNH, JCB e Randon. Mundialmente, atua com a Titan Mining Service com operações na Austrália, Chile e Peru e integra um grupo restrito de fabricantes que produzem pneus gigantes para mineração, atendendo mercados com aros de 49, 51, 57 e 63 polegadas. Agora, segundo Emydio Gaio, responsável de desenvolvimento da marca Titan Pneus no Brasil, a empresa vai reforçar sua estratégia de desenvolver tecnologias que atendam oportunidades e demandas do mercado local e a comprovação disso seriam as mais de 30 novas medidas de pneus OTR lançadas de 2011 a 2015.

Os lançamentos mais recentes são os pneus de medida 23.5R25, 13.0-24 e 17.5-25, com construção radial ou diagonal e voltados para pás carregadeiras ou motoniveladoras, dependendo do modelo. Questionado sobre a predileção do mercado por radiais ou diagonais, ele avalia que, atualmente 70% dos pneus OTR são diagonais, mas que o tipo de aplicação é quem definirá a tecnologia mais adequada.

Foto de Divulgação da Titan Pneus

Foto de Divulgação da Titan Pneus

“Na utilização para nivelamentos mais precisos em motoniveladoras, por exemplo, os pneus diagonais tendem a se comportar melhor, devido à menor deflexão lateral”, diz. “Porém, os pneus radiais possuem área de contato maior no solo, maior tração e melhor distribuição de carga, atributos que fazem a diferença em outros tipos de aplicação”, completa, explicando porque a escolha da tecnologia mais adequada depende do conhecimento sobre cada operação.

Segundo Emydio Gaio, a boa performance ainda depende dos atributos de construção e de tecnologia do pneu, tais como capacidade de tração, desenho e profundidade da banda de rodagem adequada ao tipo de operação. “Ainda é preciso considerar o reforço da carcaça para suportar a carga e torque dos equipamentos, além dos compostos de borracha adequados, utilizados para cada tipo de aplicação”, diz.

Pneus Radiais ganham destaque no setor off road

A característica de operação dos veículos, o trajeto, o volume de carga, a velocidade e a temperatura também indicarão a construção mais adequada ao pneu para que ele sofra menor desgaste e ofereça melhor performance durante a operação.
De acordo com os detalhes relatados por Gaio, o know-how é uma das armas da Titan Pneus para ganhar mercado e isso envolve essas avaliações de aplicação e também outras variáveis como qualidade operacional e até de manutenção preventiva dos pneus. “Nesse último caso, vale lembrar que os pneus representam o segundo maior custo de manutenção de frota nos segmentos de construção e mineração, ficando atrás apenas do combustível”, finaliza.

Deixe uma resposta

*

Este post foi visto 1821 vez(es).