Caminhoneiros recebem tratamento diferenciado nas rodovias paulistas durante a pandemia

Redação – 20.05.2020 –

Medidas têm a intenção de combater a disseminação da doença e de não prejudicar o abastecimento do estado

Durante o período de combate ao coronavírus, as operadoras de rodovias do estado de São Paulo e a Secretaria Estadual de Logística e Transportes ampliaram a atenção aos caminhoneiros. A ideia é não prejudicar o abastecimento de mercadorias, principalmente o transporte de insumos médicos e hospitalares.

Entre as medidas tomadas pelas concessionárias e pelo DER estão a distribuição de kits de alimentação (marmitex, vales refeições ou kits lanches), de higiene (conjuntos com sabonete, álcool gel e outros produtos ou vale banho para serem utilizados nos postos de serviços das estradas). Outra ação é a cessão de etiquetas eletrônicas (TAGs) para pagamento de pedágio nas cabines automáticas – o pagamento automático evita o contato entre o caminhoneiro e o operador da praça, reduzindo o risco de contágio.

O governo paulista também suspendeu por 90 dias a pesagem dos caminhões nas rodovias estaduais – o que agiliza a circulação dos produtos e protege os profissionais ao evitar o contato entre motoristas e funcionários das balanças. Com isso, as concessionárias de rodovias passaram a usar alguns dos postos de fiscalização como áreas de descanso para os caminhoneiros, ampliando esse atendimento.

Outra medida a favor dos caminhoneiros, para garantir o funcionamento da malha rodoviária paulista e, consequentemente, todo o sistema de escoamento de produtos, foi a liberação do acesso de caminhões aos domingos à tarde na chegada pelas rodovias a São Paulo. Antes, esse acesso era restrito devido ao grande fluxo de veículos que retornam para a Capital no final de semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *